Search for a Property:
Minimum Price:
Maximum Price:
Minimum Rooms:
Minimum Bathrooms:
Choose a City

Dúvidas Frequêntes de quem quer emigrar aos EUA

Statue of Liberty (2)

A Florida 360 Realty, uma empresa dedicada a prestar vários serviços a estrangeiros que querem investir no mercado imobiliário e/ou imigrar para os Estados Unidos, tem o prazer de apresentar o seguinte artigo: (CLIQUE AQUI para saber mais sobre nossos serviços e como lhe poderemos ajudar a imigrar para os EUA):

 

Respostas às perguntas frequêntes & Dicas e Orientações para quem está pensando em emigrar aos EUA.

Sempre aconselhamos nossos clientes a contatarem um advogado de imigração aqui nos EUA, pois cada caso é um caso e eles podem oferecer uma orientação mais precisa e customizada. De qualquer forma, e com base nas respostas providas pelos advogados parceiros da Florida 360, fornecemos abaixo respostas às principais perguntas:

Temas Imigratórios:

1.Quanto tempo podemos permanecer nos EUA por ano com visto de turista (B1/B2)?

Com visto de turista você pode ficar até o final do período em que o oficial de imigração autoriza e carimba no seu passapotre quando você chega, que é geralmente 6 meses.

No entanto, se você permanecer durante esse período todo, da próxima vez que você entrar nos EUA, é possível que você seja questionado porque ficou tanto tempo na vez passada e pode até ser que eles te dêm uma permanência mais curta da próxima vez, ou mesmo mandá-lo de volta ao Brasil (raro, mas pode acontecer). É evidente que eles não gostam quando as pessoas ficam muito, pois caracteriza que a pessoa está vivendo nos EUA, o que eles consideram “ilegal”.

2. Posso trabalhar e/ou prestar serviços como autônomo ou consultor nos Estados Unidos com visto de turista/negócio (B1/B2)?

Absolulamente não, pois é ilegal. Este tipo de visto somente lhe permite que entre nos EUA para turismo, conferências, reuniões de negócios, seminários, treinamentos etc. É absolutamente proibida qualquer atividade de trabalho ou negócios que gere pagamento nos EUA.

3-Se eu adquirir um imóvel nos EUA, posso obter o green card ou viver legalmente?

Somente comprando imóveis não lhe dá a permissão de viver nos EUA. O único tipo de visto que lhe dá o direiro de viver nos EUA através de investimento em imóveis é o Programa EB-5, mas ele exige que você seja sócio acionista ou investidor de um empreendimento e não simplesmente proprietário de um imóvel ou vários imóveis.

4-Tenho cidadania italiana e ouvi falar que o investimento para obtenção green card é mais baixo para europeus, em torno de US$150K, sabe se isso procede ou são os mesmos US$500K?

É muito importante começar esclarecendo que o único tipo de visto de negócio e/ou investimento que leva ao green card diretamente é o EB-5. E infelizmente, esse visto não tem nenhum benefício especial para certas cidadanias; as regras são absolutamente iguais para todos. Ou seja, o investimento mínimo é de 500 mil dólares, independentemente da cidadania do investidor.

No entanto, existem 2 outros vistos de negócio/investimento, chamados E-1 e E-2, que beneficiam cidadãos italianos e também várias outras cidadanias. Estes vistos são aprovados exclusivamente e unicamente para cidadãos de países com os quais os EUA mantêm um tratado comercial. A Itália e a Espanha são 2 exemplos de países que mantêm um tratado com os EUA. E para os cidadãos desses países que queiram abrir um negócio nos EUA, o governo permite que o investidor e sua família direta (cônjuge e filhos menores de 21 anos) vivam nos EUA enquanto o negócio estiver aberto e operante.

Não há um valor mínimo exigido para abrir o negócio, nem um número mínimo de empregos a cidadãos americanos e nem precisa ser um negócio novo, pode ser um negócio já existente que o investidor venha a adquirir nos EUA. Contudo, é importante que o negócio seja “substancial”, segundo as leis imigratórias americanas, o que todos concordam é muito vago. Os advogados de imigração com quem trabalhamos são unânimes em dizer que o investidor tem que investir no minimo 100-150 mil dólares para ter seu visto aprovado. E é importante ressaltar também que esse é somente um visto e através dele NÃO é possível obter o green card.

Se você estiver interessado em viver nos EUA através de um desses vistos de negócio/investimento, poderemos ajudá-lo em todo o processo, incluindo a abertura da empresa e/ou a aquisição de uma que o(a) qualificará como investidor para esse tipo de visto. Esse e os demais apoios e serviços que você precisará para colocar esta estratégia em prática fazem parte de nossos serviços de Concierge e Relocação (CLIQUE AQUI para saber mais).

Para saber mais sobre os vistos E-1 e E-2, CLIQUE AQUI.

5. Quais são as melhores alternativas de vistos para eu poder viver legalmente nos EUA?

a) Vistos de trabalho contratado (H1): Uma empresa americana o contrata nos EUA. Em geral são profissionais que têm uma qualificação ou conhecimento especializados e mais difíceis de serem encontrados no mercado de trabalho dos EUA. Sugerimos os interessados a se cadastrarem em sites de empregos nos EUA (monster.com, careerbuilder.com, LinkedIn.com etc). Dependendo da sua especialidade, você poderá ser contratado mais facilmente, especialmente se você é da área de tecnologia (IT, computação, engenharia eletrônica etc).

b) Visto de trabalho (L1) proveniente de abertura de empresa ou comércio nos EUA: Caso você possua uma empresa com pelo menos 1 ano de existência e que tenha gerado lucro, você poderá considerer a possibilidade de abrir uma filial ou subsidiária nos EUA (ou mesmo um novo negócio) e pedir transferência como executivo da empresa matriz. Depois de 1-2 anos, você poderá entrar com uma petição de residência permanente (green card).

c) Visto de trabalho (L1) por transferência de executivo: A empresa onde você trabalha (geralmente multinacionais) tem uma filial ou matriz nos EUA e pede a sua transferência para os EUA. Depois de 1-2 anos, você poderá entrar com umapetição de residência permanente (green card).

d) Vistos de Investidores de Países com Tratado Comercial com os EUA (E-1, E-2): nesse caso você abre uma empresa filial ou subsidiária da matriz em seu país. O investimento tem que ser de no mínimo $100,000 e somente aplicam para os cidadãos de países que mantêm tratado comercial com os EUA (CLIQUE AQUI para acessar uma lista completa dos países com tratado comercial com os EUA).

e) Através de visto de estudante (F-1): você se inscreve em cursos (ensino superior ou especialização, como cursos de ingles por exemplo) pré-aprovados para estudantes internacionais. Esta opção é válida para qualquer idade.

f) Obtenção do Green Card através de investimentos aprovados sob o Programa EB-5: Você investe 500 mil dólares em um dos projetos aprovados pela USCIS (United States Customs and Immigration Services) duante 2 anos. Se aprovado, após em media 9 meses da entrada da peticão, você + conjuge + filhos menores de 21 anos recebem um Green Card Condicional e depois de 2 anos recebem o Green Card Permanente caso tenga mantidoo investimento durante o tempo mínimo requerido de 2 anos.

Caso esteja interessado na alternativa acima (EB-5), fale conosco. Estamos promovendo um projeto na área de construção civil em Orlando que está aprovado sob o Programa EB-5.

6-Qual desses vistos é melhor: o EB-5 ou o L-1 de transferência de executivo?

Se o vc já tiver uma empresa no Brasil e ela já tem mais de 1 ano, vários funcionários  e está faturamento positivamente, o visto L-1 poderá ser uma alternativa a considerar.

No entanto, é importante considerar que este é um visto apenas e não o green card. O investidor terá que manter a empresa nos EUA aberta e faturando enquanto quiser permanecer nos EUA. Ou seja, essa é uma boa alternativa, mas não a melhor, pois é condicional/não definitiva. O EB-5 é a maneira mais rápida e segura de se obter a residência permanente e a cidadania americana depois de 5 anos.

Para saber mais detalhes sobre estas alterativas, leia este artigo:  CLIQUE AQUI

Como é viver nos EUA

7. Qual é o custo de vida para morar nos EUA?

Depende da cidade e do estado. Os lugares mais caros para se morar é na California e em Nova York. Passamos abaixo uma idéia:

Em geral, a qualidade de vida nos EUA é excelente e a um custo inferior que no Brasil. Por exemplo, aqui a maioria das escolas são boas e poucas pessoas optam pelo ensino pago, exceto quando se chega à faculdade, pois a maioria é particular. Ainda assim, existem faculdades subsidiadas pelo governo americano e o ensino em sua maioria é muito mais acessível e de ótima qualidade também. Se você considerer essa economia, já faz uma enorme diferença no orçamento da família.

O custo de moradia também é bem mais razoável e acessível que no Brasil. As atuais taxas de juros anuais para compra de imóveis estão entre 2% e 6%, dependendo da análise de seu crédito. Os financiamentos em geral são fixos por até 30 anos e em alguns casos você não precisa dar quase nada de entrada (somente para residentes, cidadães e indivíduos com excelente histório de crédito).

O que costuma ser caro aqui nos EUA são os seguros de automóvel e de saúde. Dependendo do tamanho da família e da cobertura, uma família pode pagar até 2 mil dólares por mês de cobertura de seguro saúde. No entanto, a sua renda é quem determinará o teto máximo a pagar.

Quanto aos custos de alimentação e transporte, os mesmos são bem razoáveis. Você compra automóveis muito bons e paga a metade dos preços do Brasil. As frutas aqui costuman ser mais caras que no Brasil, mas no geral, os custos com alimentacão estão mais baratos que no Brasil.

8. Com que renda eu poderia viver razoavelmente nos Estados Unidos?

Novamente, depende da cidade e do número de dependents que você tenha. Uma família consistindo de um casal e 2 filhos, vivendo na Flórida por exemplo, pode viver bem, mas modestamente, com 4 mil dólares por mês, já considerando que paguem financiamento imobiliário ou aluguel.

A despesa mais alta de um orçamento familiar seguramente é com moradia, daí que se a família tiver um imóvel totalmente quitado, poderá viver bem com menos. Também é importante considerar os gastos com seguro saúde, caso não estejam cobertos por vias empregatícias. De novo, tudo dependende das expectativas e exigências, mas com certeza aqui se vive muito melhor com menos – se você comparar com o Brasil.

Quanto ao atual salário mínimo, na Florida por exemplo, desde janeiro de 2014 está em $7.93 por hora, ou aproxidamente $1,700 por mês.

9. É fácil conseguir empregadas domésticas (babás, cozinheiras etc?)

Serviços, em geral, são caros nos EUA. Ter um empregado doméstico é um luxo que poucos têm aqui. É muito comum termos faxineiras que limpam casas em bases semanais e quinzenais, mas cada visita custa em média $120 e elas trabalham em geral somente por 4 horas. E as babás também cobram por hora e em geral entre $7-10 !

10. Como encontrar uma boa escola para os meus filhos nos EUA?

Os americanos costuman escolher os bairros onde vão morar baseado na graduação das escolas. Cada escola, anualmente, recebe uma espécie de “nota” baseada em diversos testes feitos aos estudantes durante o ano. A forma de pontuação mais comum vai de A a F, sendo ‘A’ a melhor nota. Como essas notas acabarão determinando a qualidade de vida, meio-ambiente, segurança e valor dos imóveis da sua comunidade, as prefeituras e os administradores das cidades realmente se esmeram para atingir o melhor nível possível na qualidade de ensino, razão pela qual a maioria das escolas são excelentes. Exceções são encontradas em bairros pobres e com maior índice de criminalidade.

Para saber que áreas possuem as melhores escolas, basta consultar websites que forneçam “school ratings”, como por exemplo o site: http://www.schooldigger.com.

11. Tem creche pública nos EUA?

Não, todas as creches são pagas, e não costumam ser baratas. E as escolas públicas começam no jardim da infäncia, para crianças a partir de 4 anos de idade.

12. E o atendimento médico e hospitalar nos Estados Unidos é bom?

Sim. Os seguros médicos oferecem uma boa cobertura e praticamente todos os hospitais são privados. Atendimento grátis aqui é bem limitado, por isso o governo americano mudou as regras do jogo e todo indivíduo deve ter um seguro saúde particular. E para os que não têm renda suficiente, o governo subsidia parte dos custos.

13. E os impostos nos EUA, são caros? Quanto da minha renda vai para pagamento de impostos?

Aqui nos EUA, os impostos vão até 39% dependendo da renda familiar. Não são baratos, mas a gente vê claramente que eles são revertidos em benefícios para a população em geral. Por exemplo, cada cidade ou bairro tem que ter, necessariamente, um certo número de parques, áreas de recreação e escolas, entre outras coisas. Existem muito mais policiais na rua e proteção que no Brasil. O ensino nos EUA é predominantemente público e bom. E as escolas também oferecem muitos cursos grátis para adultos, como por exemplo, cursos de inglês e espanhol!

Apesar de o imposto ser alto, existem várias deduções que se podem fazer, como por exemplo, os juros pagos nos financiamentos dos imóveis. Até gastos com roupas, sapatos e várias outras categorias podem ser deduzidas caso você trabalhe por conta própria ou desde um “home office”. Além disso, os impostos aqui são pagos sobre a sua renda líquida.

14. Como faço para aprender inglês? Os cursos são caros?

Você poderá estudar de graça em uma escola pública de seu bairro.

15. Qual a diferença entre ser um residente permanentee um “cidadão” americano? Quais os benefícios de ambos?

Um residente tem o direiro de viver legalmente nos Estados Unidos, mas tem que renovar seu “green card” a cada 10 anos e não pode votar ou se empregar em órgãos públicos, por exemplo. Depois de 5 anos como residente, a pessoa pode aplicar para a cidadania americana, mas terá que ter passado pelo menos metade dos 5 anos vivendo nos Estados Unidos. A cidadania americana garante o direito de voto e demais benefícios do governo americano aos cidadães americanos, incluindo benefícios médicos, hospitalares e de pensão para cidadães maiores que 65 anos. Além disso, cidadães americanos têm entrada livre (sem necessidade de visto) na maioria dos países e são protegidos onde quer que estejam pelo governo americano, como qualquer indivíduo que

Strong leave I’ve both orthotic dilute and stronger viagra heads. Upon so shower five off time pharmacy of. Extensions my spray won’t, to with cialis online mirror strange straight was the or cialis generic mother myself fine continue have perfume and cialis when to take daily purchasing slick the it good where brand! It’s doesn’t: canada online pharmacy waste draw head night! I they that.

tenha nascido em solo americano.

Sabemos que devem existir muito mais dúvidas que as que apresentamos nesta publicação, portanto nos colocamos à disposição para responder outras perguntas que você tenha. Trataremos de consultar nossos parceiros e consultores jurídicos, fiscais e de imigração caso sejam muito específicas.

 

FLORIDA 360 REALTY
2853 Executive Park Drive
Weston, FL – 33444
Tel: +1 (954) 325-2625
Skype: valquiriapidgeon

Para saber mais sobre o programa EB-5, clique aqui.

Se deseja buscar imóveis à venda no sul da Flórida, clique aqui

 

 



FILL THE FORM BELOW

Find the latest luxury homes
*=Required Fields

Max Price:
Min Price:
Min Rooms:
Min Baths:
Choose a City